O diabetes sob o aspecto epidemiológico e políticas de promoção de saúde por meio da atividade física

Marcos Tadeu Grzelczak, William Cordeiro de Souza, Maria Luiza Milani, Sandro Luiz Bazzanella, Walter Marcos Knaesel Birkner, Jairo Marchesan, Marcos Antonio Mattedi, Luis Paulo Gomes Mascarenhas

Resumo


Por meio do presente estudo objetivou-se realizar uma revisão bibliográfica, com o intuito de discutir o diabetes, dentre os fatores epidemiológicos, como um problema de saúde pública e reforçar a atividade física como ferramenta importante para prevenção e tratamento. A metodologia e os critérios utilizados para a seleção dos artigos para a presente pesquisa foram os seguintes: foram utilizadas as bases de dados do SciELO, PUBMED e os sítios do Ministério da Saúde na Internet. Foram selecionados 17 estudos nacionais e internacionais publicados entre 1992 e 2012. As recomendações encontradas na maioria dos trabalhos foram semelhantes. Entre essas, destacaram-se: as políticas publicas são de extrema relevância para o combate do diabetes e a atividade física contribui diretamente para a promoção da saúde e ajuda na prevenção da doença. Sendo assim, o poder público deve criar programas que incentivem a pratica de hábitos saudáveis que combatam os efeitos deletérios das doenças crônicas de caráter degenerativo.

Palavras-Chave: Diabetes; Doença Crônicas Degenerativas; Políticas Públicas

 

Abstract: The aim of this study was to carry out a bibliographic review, in order to discuss diabetes, among epidemiological factors, as a public health problem and enhance physical activity as an important tool in the prevention and treatment. The methodology and criteria used for the selection of items for this study were the following: the databases of SciELO, PUBMED and the websites of the Ministry of Health on the Internet were used. We selected 17 national and international studies published between 1992 and 2012. The following recommendations were similar in most studies: public policies are very important to combat diabetes and physical activity contributes directly to the promotion of health and aid in prevention of disease. Therefore, the government should create programs that encourage the practice of healthy habits to combat the deleterious effects of chronic diseases of degenerative character.

Keywords: Diabetes; Chronic Degenerative Disease; Public Policies.


Texto completo:

PDF

Referências


ASSUNÇÃO, M. C. F.; SANTOS, I. S. S.; VALLE, N. C. J. Blood glucose control in diabetes patients seen in primary health care centers. Revista de Saúde Pública, v.39, n.2, p.183-190, 2005.

BARBOSA, J. B, et al. Doenças e agravos não transmissíveis: bases epidemiológicas. In: ROUQUAYROL M. Z. Epidemiologia & Saúde. 6.ed., Rio de Janeiro: Medsi, 2003, p.289-311.

BOYLE, J. P.; HONEYCUTT, A. A.; NARAYAN, K. M.; HOERGER, T. J.; GEISS, L. S.; CHEN, H, et al. (2001). Projection of diabetes burden through 2050: impact of changing demography and disease prevalence in the U.S. Diabetes Care, v.24, n.11, p.1936-1940, 2001.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 16.ed., Organização de Alexandre de Moraes. São Paulo: Atlas, 1988.

______. Lei no 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, da organização e funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências (Lei Orgânica da Saúde). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1990.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas Públicas. Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus. Revista de Saúde Pública, v.35, n.6, p.585-588, 2001.

BRASIL. Ministério da Saúde. Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no Brasil, 2011-2022. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. Acesso em: fev. 2014. Disponível em: .

CASTRO, A. R. V.; GROSSI, S. A. A. Custo do tratamento do diabetes mellitus tipo 1: dificuldades das famílias. Acta Paulista de Enfermagem, v.21, n.4, p.624-628, 2008.

CESARINI, P. R. Influência do antecedente familiar de diabetes mellitus tipo 1 e tipo 2 sobre o índice de massa corpórea, função de célula beta, sensibilidade à insulina e presença de autoanticorpos anti-GAD e IA2 em crianças e adolescentes. 2011. Tese (Doutorado). Universidade Federal do Estado de São Paulo (UNIFESP) São Paulo, 2001.

GEORG, A.; DUNCAM, B. B.; TOSCANO, C. M. Análise econômica de programa para rastreamento do diabetes mellitus no Brasil. Revista de Saúde Publica, v.3, n.39, p.452-460, 2005.

JARDIM, A. D. L.; LEAL, A. M. O. Qualidade da informação sobre diabéticos e hipertensos registrada no Sistema Hiperdia em São Carlos-SP, 2002-2005. Physis Revista de Saúde Coletiva, v.19, n.2, p.405-417, 2009.

KING, H.; AUBERT, R.; HERMAN, W. Global Burden of Diabetes, 1995-2025: Prevalence, Numerical Estimates, and Projections. Diabetes Care. v.21, n.9, p.1414-1431, 1998.

MALERBI, D. A.; FRANCO, L. J. Estudo multicêntrico da prevalência de diabetes melito e tolerância à glicose diminuída na população urbana brasileira com idade entre 30-69 anos. O Grupo Cooperativo Brasileiro de Estudo de Prevalência da Diabetes. Diabetes Care, v. 15, n. 11, p. 1509-1519, 1992.

MALTA, D. C.; CEZÁRIO, A. C.; MOURA, L.; MORAIS NETO, O. L; SILVA JÚNIOR, J. B. A construção da vigilância e prevenção das doenças crônicas não transmissíveis no contexto do Sistema Único de Saúde. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v.15, p.47-65, 2006.

MAZZOCCANTE, R. P.; MORAES, J. F. V. N.; CAMPBELL, C. S. G. Gastos públicos diretos com a obesidade e doenças associadas no Brasil. Revista Ciência Médica, v.21, n.1, p.25-34, 2012.

NARAYAN, K. M.; GREGG, E. W.; FAGOT-CAMPAGNA, A.; ENGELGAU, M. M.; VINICOR, F. Diabetes: A Common, Growing, Serious, Costly, and Potentially Preventable Public Health Problem. Diabetes Research and Clinical Practice, v.50, p.s77-s84, 2000.

PIATI, J.; FELICETTI, C. R.; LOPES, A. C. Perfil nutricional de hipertensos acompanhados pelo Hiperdia em Unidade Básica de Saúde de cidade paranaense. Revista Brasileira Hipertens, v.16, n.2, p.123-129, 2009.

PITANGA, F. J. G. Informações em saúde para proposta de políticas públicas de promoção de atividades físicas na região nordeste do Brasil. Revista Baiana de Educação Física, v.1, n.3, p.48-53, 2000.

REIS, D. O.; ARAÚJO, E. C.; CECÍLIO, L. C. O. Políticas públicas de saúde: Sistema Único de Saúde. Curso de Especialização em Saúde da Família–UNA-SUS, UNIFESP, 2012.

TOSCANO, C. M. As campanhas nacionais para detecção das doenças crônicas não-transmissíveis: diabetes e hipertensão arterial. Ciência & Saúde Coletiva, v.4, n.9, p.885-895, 2004.

WHO - World Health Organization. The World Health Report 2002: Reducing Risks, Promoting Healthy Life. Geneva: WHO, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.