2. Percepção sobre aceitação do uso da hipnose como recurso terapêutico no tratamento odontológico

Amália Torrão, Rodrigo Aparecido Mandasano, Analúcia Ferreira Marangoni

Resumo


A hipnose é considerada um recurso terapêutico para diversas áreas, dentre elas, o tratamento odontológico. Na Odontologia, o auxílio da hipnoterapia pode trazer diversos benefícios, tanto para o paciente quanto para o cirurgião dentista, uma vez que pode ser utilizada para controlar efeitos indesejáveis durante o tratamento, diminuindo medo, ansiedade, estresse, dor, controle de fluxo salivar e por vezes dispensando o uso de fármacos e anestésicos. Em vista disso, neste trabalho teve-se como objetivo avaliar a percepção dos pacientes que frequentam a Clínica Odontológica da Universidade de Mogi das Cruzes quanto à aceitação do uso da hipnose como auxiliar terapêutico ao tratamento dentário para adultos e crianças, por meio de um questionário específico.

Palavras-chave: Hipnose; Hipnose na Odontologia

 

Abstract: The hypnosis is considered a therapeutic resource of several areas, amongst them, the dental treatment. In dentistry the aid of hypnotherapy can bring several benefits both for the patient and the dentist, because it can be used to control undesirable effects on the patient, such as decreasing fear, anxiety, stress, pain, helping salivary flow control, and sometimes dispensing the use of drugs and anesthetics. The objective in this study was to evaluate the perception of patients attending the Dental Clinic of the University of Mogi das Cruzes regarding the acceptance of the use of hypnosis as a therapeutic aid to dental treatment for adults and children, using a specific questionnaire.

Keywords: Hypnosis; Hypnosis in Dentistry.


Texto completo:

PDF

Referências


ANALES Espanoles de Odontoestomatologia. Hypnosis in Odontology. Espanha, v.34, n.4, p.337-59, 1975.

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Resolução CFO 82/2008. Reconhece e regulamenta o uso pelo cirurgião dentista de práticas integrativas e complementares à saúde bucal.

DOMICIANO, E. S. de. Hipnose em Odontologia. 2008

E. G. Hipnose auxilia no tratamento de fóbicos. Jornal Primeira Página, Pouso Alegre, p.10, nov. 2004.

GALVÃO, B. V. Hipnoterapia Eriksoniana. Instituto Milton A. Erikson. São Paulo. 2008.

HALSBAND, U.; WOLF, T.G. Functional changes in brain activity after hypnosis in patients with dental phobia. Journal of Physiology Paris. Paris, v.109, n.4-6, p.131-42, 2016.

HAMMARSTRAND, G.; BERGGREN, U.; HAKEBERG, M. Psychophysiological therapy vs. hypnotherapy in the treatment of patients with dental phobia. European Journal of Oral Sciences. Suécia, v.103, n.6, p.399-404, 1995.

MAIA, C.V.R. O uso da hipnose clínica. Instituto Brasileiro de Hipnose Clínica, Belo Horizonte, 2007. 124p.

OBEROI, J.; PANDA, A.; GARG, I. Effect of Hypnosis During Administration of Local Anesthesia in Six- to 16-year-old Children. Pediatric Dentistry. India, v.38, n.2, p.112-115, 2016.

RAMAZANI, M.; ZARENEJAD, N.; PARIROKH, M.; ZAHEDPASHA, S.. How Can Hypnodontics Manage Severe Gag Reflex for Root Canal Therapy? Iranian Endodontic Journal. Iran, v.11, n.2, p.146-149, 2016.

RAMÍREZ-CARRASCO, A.; BUTRÓN-TÉLLEZ, C.; GIRÓN, O.; SANCHEZ-ARMASS; PIERDANT-PÉREZ, M. Effectiveness of Hypnosis in Combination with Conventional Techniques of Behavior Management in Anxiety/Pain Reduction during Dental Anesthetic Infiltration. Pain Research and Management. Mexico, v.2017, article ID1434015, 2017.

ROBLES, T. A evolução da Hipnose: porque a hipnose produz mudanças tão rápidas. Instituto Milton

TIBÉRIO, Carlos Leandro; de MARCO, Leandro R. M.; PETEAN, Silvia. Hipnose. UNICAMP, junho 2004.

ZANOTTO, K. T. O uso da Hipnose em Odontologia. 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.